Blogueiros têm que se profissionalizar?

Uma dos pontos polêmicos durante a palestra sobre publicidade nas mídias sociais na Campus Party foi a necessidade da profissionalização dos blogueiros. Marcelo Trípoli (iThink) comparou o trabalho de relacionamento com mídias sociais ao da assessoria de imprensa. “Nenhuma assessoria séria promete que o cliente sairá na capa da Veja. O trabalho com mídia social não é diferente. Criamos alguns indicadores de resultados, como audiência, tempo de conversão, etc, mas não podemos garantir que o resultado seja do jeito que o cliente espera”. Gustavo Fortes (Espalhe)

Lucas Mello, LiveAd, declarou: o “blogueiro não tem que ser profissional, mas a marca sim. Uma empresa tem que ser profissional o bastante para saber se o produto está maduro para o mercado ou se é preciso investir um pouco mais antes do lançamento. Tem que ser profissional para saber que os blogs podem falar bem ou mal dela.”

A minha opinião: o que garante o retorno dos blogs é justamente a espontaneidade desse espaço. O leitor de um blog acredita que uma pessoa comum está escrevendo a sua verdadeira opinião sobre o assunto. É isso que confere credibilidade e gera o boca-a-boca. As relações devem ser baseadas na informação e transparência. É uma realidade que os assessores de imprensa e relações públicas já vivenciam há muito tempo e os publicitários estão aprendendo a lidar.

Anúncios